Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Sobre o Movimento / Dúvidas freqüentes

Dúvidas freqüentes

por juano — última modificação 05/11/2015 16h14

Como posso me associar ao movimento?

por mncr — publicado 07/04/2008 18h00, última modificação 09/02/2012 11h51

Associam-se ao MNCR Cooperativas, Associações, grupos não formalizados, entrepostos formados por catadores de materiais recicláveis que assumem seu trabalho como profissão e estejam organizados em regime de autogestão. O processo de integração ao MNCR passa por formações políticas que são realizados pelos representantes do MNCR nos respectivos Estados. Para ingresso e permanência no MNCR os grupos interessados deverão cumprir os seguintes critérios: Estar de acordo com todos os itens descritos na base de acordo; Ser avaliado pelo Comitê Regional conforme critérios do MNCR; Ser aprovado pela Coordenação Estadual; Dar seqüência prática e submeter todas as ações da Base Orgânica aos critérios fundamentados na Base de Acordo; Promover ato público de lançamento da base orgânica do MNCR bem como assinar o termo de adesão e enviar cópia a secretaria estadual;

O que é um Comitê regional de Catadores de Materiais Recicláveis?

por mncr — publicado 07/04/2008 18h00, última modificação 09/02/2012 11h51

O Comitê Regional de Catadores é uma instância deliberativa da Base Orgânica do MNCR. Reúne catadores de uma micro região, ou seja, várias cidades próximas no caso de cidade pequenas ou vários bairros no caso de cidade grande e com grande quantidade de catadores. O Comitê reúne representantes das bases orgânicas que discutem e deliberam ações de luta e conquista dos objetivos no MNCR. Apoiadores não-catadores participam das reuniões desde que sejam convidados por membros do Comitê.

O que é autogestão?

por mncr — publicado 07/04/2008 18h00, última modificação 09/02/2012 11h51

Auto-gestão é a prática econômica em que os trabalhadores são os donos das ferramentas equipamentos de produção. Auto-gestão é o modo de organizar o trabalho sem patrões, tendo a decisão, o planejamento e a execução sob controle dos próprios trabalhadores. Frequentemente os catadores tem lutado pelo a auto-gestão de suas organizações que são administradas por Prefeituras, universidades, ong´s e até empresas. A luta por autogestão é a luta por garantir que as organizações sejam administradas pelos próprios catadores e regime de cooperação com outras entidades, mas garantindo a total autonomia nas decisões da base de catadores.

Como posso adquirir bandeiras, camisetas e materiais do MNCR?

por mncr — publicado 07/04/2008 18h00, última modificação 09/02/2012 11h51

R: Os materiais do movimento estão vinculados a atuação do MNCR nas regiões, ou seja, qualquer material chegará aos catadores que participam dos comitês regionais do MNCR e devem ser usados pelos catadores vinculados diretamente a bases orgânicas do movimento ou na atuação dos militantes do MNCR nas regiões das quais são responsáveis e mantenham processo de formação política. 

O MNCR gera estabilidade para os catadores?

por mncr — publicado 07/04/2008 18h00, última modificação 09/02/2012 11h51

R: Lutamos por um trabalho digno, por autogestão, e por uma economia justa baseada na solidariedade de classe. Acreditamos a sustentabilidade do movimento só será possível com o devido pagamento pelos serviços que os catadores prestam hoje gratuitamente a sociedade.

Como os catadores impedem que os resíduos recicláveis sejam jogados nos aterros sanitários, aumentando com isso a vida útil dos aterros e limpando o meio ambiente, nada mais junto que os catadores receberem por esse trabalho, haja vista, que empreiteiras privadas recebem das prefeituras por tonelada coletada de lixo comum (sem a coleta seletiva) superlotando os aterros que são pagos com dinheiros do contribuinte.

A prefeitura tem alguma ligação com o MNCR? Qual?

por mncr — publicado 07/04/2008 18h00, última modificação 09/02/2012 11h51

R: Não a prefeitura não tem nenhuma ligação com o movimento, pois o mesmo é independente e autônomo.

Por que o MNCR tem parcerias com o governo?

por mncr — publicado 07/04/2008 18h00, última modificação 09/02/2012 11h51

R: Os catadores prestam um serviço público, preservam a natureza e dão vida útil aos aterros sanitários, que são de responsabilidade federal. Nada mais justa que investir nesses trabalhadores que prestam esse serviço gratuitamente. Nossa parceira com o governo restringisse ao interesse público que o Estado deve ter com todos os cidadãos. Temos nossa independência e autonomia e não temos vínculos políticos ou com órgãos governamentais. 

Como funciona o processo da reciclagem? Os catadores têm ligação direta com esse processo?

por mncr — publicado 07/04/2008 18h00, última modificação 09/02/2012 11h51

R: Os catadores são os agentes principais na cadeia produtiva de reciclagem. Eles são os primeiros agentes no processo. È evidente que sem o trabalho duro dos catadores milhares de toneladas de matéria prima reciclável deixariam de chegar as industrias e muitos bens de consumo não seriam produzidos. Desse modo o trabalho dos catadores está ligado diretamente ao processo produtivo.

Qual a opinião do MNCR sobre o modelo de central de triagem proposto pela Prefeitura de São Paulo?

por mncr — publicado 07/04/2008 18h00, última modificação 03/07/2013 15h19

R: Acreditamos na Autogestão das cooperativas e associações de catadores, isso significa autonomia na gestão dessas organizações, além da propriedade das ferramentas de trabalho pelos próprios trabalhadores.

Outra questão é a forma de operar o sistema de coleta seletiva. Na cidade de São Paulo quem faz a coleta nas ruas são caminhões de empreiteiras, isso faz com que o catador perca o vinculo com a comunidade e impossibilita o trabalho de educação ambiental. Hoje muitas centrais então com problemas complexos em relação aos princípios do cooperativismo.

Como uma cooperativa é administrada?

por mncr — publicado 03/07/2013 15h20, última modificação 03/07/2013 15h17

R: Há muitas formas de administrar cooperativas, e sua própria essência permite uma flexibilidade grande em relação aos métodos. Nós, MNCR, defendemos que a administração seja feita pelos próprios catadores em regime de autogestão. A cooperativa pode contratar técnicos e outros profissionais quando necessário, mas a direção do empreendimento deve ser feita pelos próprios trabalhadores dentro dos princípios do cooperativismo e da economia solidária.

As Cooperativas querem ser contratadas assim como acontece com as empresas privadas? Eles coletam também o resíduo comum?

por mncr — publicado 08/10/2014 11h54, última modificação 08/10/2014 11h54

Pela lei 12.305/2010 as cooperativas e associações devem ser incluídas na gestão de resíduos e podem prestar serviços para as Prefeituras com dispensa de licitação (lei 11.445), assim como devem ser incluídas nas operações de logística reversas podem prestar serviço nessa área, e claro, receber pelo trabalho.
Sobre gestão de resíduo comum, há experiências em que os catadores também são responsáveis também pela coleta do resíduos comum, como é o caso de Assis, interior de São Paulo.
Em pernambuco, município de Sairé, há uma experiência em que os catadores organizados fazem a gestão de um pequeno aterro sanitário.


Navegação