Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Notícias nacionais / Dia Mundial dos Catadores e Catadoras

Dia Mundial dos Catadores e Catadoras

por Aliança Global de Recicladores (http://www.globalrec.org) — publicado 02/03/2012 15h20, última modificação 13/03/2012 12h09
Os trabalhadores se organizam para reconhecer e formalizar a sua profissão
Dia Mundial dos Catadores e Catadoras

Catadoras em lixão na India

Fonte: Aliança Global de Recicladores (http://www.globalrec.org)

Dia Mundial dos Catadores é comemorado em 1 de Março em memória do massacre na Colômbia, em que 11 trabalhadores foram brutalmente assassinados. Nos últimos 20 anos desde que este trágico evento, catadores / recicladores continuaram lutando por reconhecimento do seu trabalho.

"Não há fronteiras para aqueles que lutam," é o slogan que simboliza a luta dos mais de 15 milhões de pessoas que vivem da reciclagem no mundo - ou seja, cerca de um por cento da humanidade (de acordo com o Banco Mundial ). É com este slogan e da organização dos catadores em mente que nós celebramos o Dia dos Catadores Globais '.

Dada a natureza informal do trabalho, não é possível confiar nos dados exatos sobre o número de mulheres e homens que trabalham como catadores. No entanto, existem cooperativas e associações que se uniram no local, bem como níveis nacionais para ajudar a trazer mais visibilidade à profissão recolher lixo. Durante a última Assembléia Geral de Catadores da América Latina, que teve lugar este ano na Nicarágua, foi decidido que um selecionador de resíduos é definido como "um trabalhador que lida com a recuperação, coleta, transporte, triagem, benefícios, transformação e comercialização de pré- de materiais recicláveis ​​e reutilizáveis, e que ganha a vida desta maneira, sem explorar ninguém ".

É por isso que no Dia dos Catadores Global é altamente promover o reconhecimento da profissão de resíduos e escolher o direito de continuar nesta linha de trabalho, bem como o direito às políticas públicas para melhorar os nossos meios de subsistência.

Em nossos contintent catadores estão envolvidos na América Latina e Caribe da Rede de Catadores (vermelho Lacre) - um movimento que inclui a representação de 18 países. De acordo com Exequiel Estay, o coordenador de comunicação com o Red Lacre ", os desafios agora em um centro de nível mundial em torno do reconhecimento formal por parte dos governos, organizando contra os projetos de incineração e outras falsas soluções para os resíduos, e para lutar contra a expulsão de catadores de resíduos dos aterros e lixões, que são os locais de trabalho de muitos companheiros . "

Esta rede representa e envolve movimentos de trabalhadores que reúnem catadores de resíduos de países latino-americanos. Nossas atividades abrangem uma série de exigências, incluindo as forças de trabalho, o reconhecimento por parte dos governos, o acesso aos benefícios dos trabalhadores, e as demandas mais específicas, como o que ocorreu na Colômbia, quando uma oferta pública ameaçou dar o negócio de reciclagem de companhias privadas, deixando o desperdiçar catadores de Bogotá sem emprego.

Atividades previstas para 01 de marco

Entre os eventos planejados são marchas, manifestações em embaixadas, conferências de imprensa, organizada pelo movimento dos catadores de resíduos nacionais na América Latina e no Caribe.

Em Bogotá, na Colômbia, mais de 6.000 empresas de reciclagem vai mobilizar para a inclusão de catadores colombianos na gestão de resíduos, para pagar o seu serviço público à sociedade, a revogação do Decreto 456 de 2010 - que era contra armazéns para reciclagem -, bem como um processo transparente processo licitatório.

20 anos desde o massacre na Colômbia

Em março de 1992, o Poder Universidade Livre de Ottawa (Ottawa University) na Colômbia, 11 corpos foram encontrados. As vítimas haviam sido espancado e baleado. Todas as vítimas eram catadores informais, e eles tinham sido assassinados por funcionários de uma universidade.

Os catadores de lixo havia sido enganado por funcionários de uma universidade para entrar no prédio com a intenção de reciclagem. Uma vez dentro, eles foram espancados e filmado com a finalidade de vender seus corpos para pesquisa e tráfico de órgãos. Um sobrevivente que fingiu estar morto viveu para contar à polícia sobre o que tinha acontecido.

Em memória do massacre - e em resposta aos pobres condições de trabalho que lutam para melhorar, e à hostilidade que enfrentamos em muitos níveis da sociedade - que declarar 01 de março o Dia dos Catadores Globais '.

Recycler do dia - Rede Nacional de Recicladores Equador

Hoje comemoramos o Dia do Reciclador, em vários países da América Latina, é uma oportunidade para lutar por nossos direitos e nossas metas, que buscam ser reconhecidos perante a sociedade e as autoridades, para ter emprego para todos os nossos colegas, como este trabalho é honesto e que nós ganhamos o nosso pão com o suor do nosso rosto e com o nosso esforço.

catadores de resíduos no Equador em março de 01 março

Estamos protegendo o meio ambiente e com o nosso trabalho estamos a reduzir a poluição ambiental.

Hoje, participaram da Marcha em Cuenca, embora o espaço não era apenas para os recicladores porque a empresa Higiene teve a entrega de carros para vários colegas, e eu acho que invadiu o nosso espaço.

Saudações a todos os recicladores na América Latina e do Mundo!

 

Duran B. Nelson, REDE NACIONAL DE RECICLAGEM DO EQUADOR

Na quinta-feira, 1 de Março que se dedicam à recolha de materiais recicláveis, que se comemora o "Dia do Reciclador." Em nosso país, cerca de 1000 famílias de 29 organizações de diversas cidades estão agrupadas na Rede de Reciclagem Federação Nacional no Equador, RENAREC, que nós vamos nos mobilizar em Quito, Cuenca, Manta, Esmeraldas e outras cidades, para o reconhecimento do nosso trabalho .

catadores no Equador no trabalhoTodo dia nossas famílias recuperar milhares de toneladas de papelão, vidro, plástico, papel, etc, Cidades e aterros sanitários, onde não há segurança e não ter meios para fazer o trabalho.

Na última reunião de Recicladores / como detidos na Nicarágua este ano, com a participação de dois delegados do Equador, reiterou a decisão de continuar lutando para o reconhecimento do nosso trabalho e inclusão na gestão de resíduos sólidos, apesar da ameaças de expulsão do despejo vivemos constantemente.

Em termos de América Latina organizaram conferências de imprensa, passeatas, comícios para exigir a inclusão social e econômica dos recicladores eo direito a um emprego e uma vida decente.

Esperamos que em nosso país, as autoridades nos escutar, atender as nossas necessidades e valorizar a contribuição que fazemos ao nosso trabalho.

Equador renarec 01 março

 

A Associação de Recicladores da África do Sul (em espanhol e Português)

Dia Mundial dos Catadores de Materiais Recicláveis

A Associação Sul Africana de Catadores de Materiais Recicláveis (SAWPA, sua sigla em inglês) é solidária com os catadores de materiais recicláveis ao redor do mundo. Gostaríamos de comemorar o dia em memória de todos os catadores que morreram nas ruas ou aterros sanitários pelo mundo. Estes homens e mulheres que testemunhamos todos os dias serem brutalizados, espancados até a morte, baleados, atropelados por caminhões enquanto tentavam ganhar seu meio de subsistência através da reciclagem.

Iremos nos fortalecer sempre e lutar contra a privatização dos resíduos pelo nosso governo, cortando os intermediários. Insistir para que as indústrias reconheçam nosso papel na reciclagem. Lutaremos contra todas as soluções falsas na gestão de resíduos como incineração, transformação de lixo em energia, e captação de gás dos aterros. Nós nos comprometemos a permanecer contra todas estas soluções falsas que substituem os catadores de materiais recicláveis mundialmente.

Apoiamos programas lixo zero e dissemos não a privatização dos resíduos. Nós também apoiamos a ideia de separação de resíduos na fonte onde o material de resíduos orgânicos deve ser usado como adubo ou digestão aeróbica.

Esperamos que aqueles que reconhecem a importância do nosso trabalho e nos apóiam, continuem nos apoiando. A luta não acabará até que os catadores de materiais recicláveis do mundo inteiro sejam reconhecidos e respeitados.

Amandla!

Simon Mbata da SAWPA

 

Global Recyclers’ Day

Dia 1º de março de 2012, Dia Mundial dos Catadores de Materiais Recicláveis: O que os catadores de materiais recicláveis do Projeto de Reciclagem de Papelão das zonas urbanas tem a dizer

Por Tasmi Quazi

Asiye eTafuleni (AeT, sua sigla em inglês) teve a experiência de trabalhar com os catadores informais em espaços públicos, e desde 2009, tem trabalhado com dois grupos de catadores de papelão das zonas urbanas no Projeto de Reciclagem de Papelão. Esta é uma comissão do governo da cidade concedida a AeT para implantar estratégias que melhorem a perspectiva de vida dos catadores de papelão. Consequentemente através deste Projeto tornou-se claro que além de ser um trabalho de pouca dificuldade, acessível à dos indivíduos mais marginilizados na sociedade e contribuir para manter os espaços urbanos limpos; é o excelente exemplo de um trabalho na economia verde.

Com a mudança das prioridades mundiais e a crescente pressão sob o significante aumento da taxa de reciclagem e a descoberta de inovadoras formas de utilizar os resíduos, há uma oportunidade de transformar o status e a percepção dos catadores informais. Portanto, para a AeT, o Dia Mundial dos Catadores de Materiais Recicláveis é uma oportunidade importante para destacar as contribuições valiosas dos catadores informais para o meio ambiente e para as economias urbanas.

Estes comentários são o que alguns catadores de materiais recicláveis da zonas urbanas tem a dizer sobre o 1º de março de 2012, Dia Mundial dos Catadores de Materiais Recicláveis:

“Eu estou grato, me sinto respeitado e honrado, e feliz por saber que os catadores de materiais recicláveis estão unidos mundialmente! O setor de reciclagem informal é importante para os que estão formalmente desempregados porque nós ganhamos uma forma de sustento para nossas famílias. Nós não contribuímos somente para manter a natureza, mas também a economia do nosso país. Nós merecemos respeito e também é uma oportunidade de agradecer aos estabelecimentos e as pessoas que nos deixam coletar seus resíduos. Eles devem continuar nos apoiando com este sistema!” Afrika Ntuli

“Encontrar outros catadores de materiais recicláveis do mundo inteiro durante a COP17 e o dia Mundial dos Catadores de Materiais Recicláveis mostra que estamos sendo reconhecidos mundialmente e que nossos desafios são universais. Para mim, também é um incentivo continuar trabalhando duro nesta tarefa.” Victoria Bubu

“Para mim, fazer parte da delegação internacional dos catadores de materiais recicláveis na COP17 e no Dia Mundial dos Catadores de Materiais Recicláveis significa que como catadores de materiais recicláveis estamos cada vez mais sendo tratados como seres humanos com direitos.” Musa Khoza

 

Palavras de Marlen Chacon, Costa Rica

O mundo está cheio de profissionais, e pela importância do seu trabalho em muitos países lhes foi dedicado um dia para que seu trabalho seja reconhecido pelos seus semelhantes, e comemorar em sua homenagem o trabalho que desempenham.

O catador de material reciclável é a apresentação do grêmio, embora não ande com terno e gravata e as catadoras não usem os melhores vestidos de moda, nem comem nos melhores restaurantes,mas é um profissional do trabalho e merece ser recompensando com um dia para ele, e em comparação com outros dias de outras profissões, o catador de material reciclável tem o seu dia dedicado não só ao que está trabalhando diariamente como ao que morreu trabalhando seja por um acidente ou somente pela descriminação que existiu e existe na sociedade, a homenagem é para este que para se sustentar diariamente brigou por uma garrafa de plástico que junto a outras lhe rendem dinheiro e que por destino ele estava lá, e foi isso o que aprendeu, este dia é nosso e embora eu não tenha estado em um lixão, mas se não luto pelo meu trabalho no galpão fico sem sustento também e tenho que batalhar contra outros concorrentes que tem em suas mãos o que não temos, dinheiro, por isso insisto que este dia não é somente do catador de materiais recicláveis de base, é também para projetos de reciclagem como o nosso, que está se unificando no mundo e nós que também somos catadoras de materiais recicláveis, lutamos por um trabalho digno e honesto e defendemos sua preservação. Tanto o setor formal quanto o informal tem que defender os direitos como pessoas produtivas e como pessoas que estão se tornando uma solução para o grande problema que os municípios e mundo enfrentam, e mais que dedicar um dia para o catador de materiais recicláveis, estamos em dívida com nossos antecessores os quais há anos começaram este trabalho, é o momento de recordar-lhes com orgulho, não podemos esquecer os que existiram antes de nascermos e devemos trabalhar para que o setor informal mude sua condição de trabalho e não sua profissão, por todos os guardiões do planeta terra, pelos mais de 20 milhões de catadores do mundo, feliz dia do catador de materiais recicláveis, e dou graças a Deus pelo meu trabalho como catadora de material reciclável e peço aos governos igualdade de oportunidades para uma qualidade de vida melhor para todos, FELICIDADES COMPANHEIROS DE LUTA

Peço uma oração para os meninos, meninas, mulheres e homens, para os adultos para todos aqueles que hoje não estão aqui porque morreram na batalha do catador de material reciclável em memória a eles lutemos para alcançar o sonho onde quer que estejam nos acompanhem…….

A LUTA NÃO TERMINA QUANDO SE PERDE AÍ É ONDE COMEÇA VERDADEIRAMENTE

COM AMOR A TODOS OS MEUS COMPANHEIROS

 

Palavras de Cássius de Oliveira, MNCR

Olá compas da Rede Global de Catadores.

Falar em dois paragrafos o que significa o dia mundial dos catadores não é facil. Pois em apenas dois paragrafos faltará lembranças de todos os catadores que trabalhando perderam sua vida, faltará palavras que conforte os filhos, as filhas, as companheiras, os companheiros que ficaram sem poder ver aqueles que mais amavam, faltara palavras para descrever a ternura, o afeto, o carinho, a dedicação que cada um que partir se nutria pra levar o melhor para os seus entes em meio a tanta “sujeira” de onde se trabalha e se arranca cada dia a dignidade de não ser parte desta sujeira social que não sabe dar valor ao ser humano, neste dia houve um massacre, dez companheiros foram mortos pela intolerancia humana, uma doença mais suja que tudo o que a sociedade descarta, pois é pior ver um homem descartar uma humanidade do que ver um ser humano buscando sua dignidade no lixo, faço das palavras de uma companheira colombiana as minhas palavras, em um encontro de discussão sobre a valorização de nossa profissão ela indignada com muitas coisas sem sentido que se falava idagou. Nós buscamos no nosso trabalho nossa dignidade, somos ser humanos, trabalhamos sim com as mãos no lixo, com as mão, não nos deixmos que o lixo tape nossa visão e nem nos cubra de ignorancia. A luta dos trabalhadores é nossa luta, pois somos trabalhadores.

DIA DE NOSSOS MORTOS, DE NOSSOS COMPANHEIROS;

DIA DE NOSSA LUTA, DE NOSSA DIGNIDADE.

CATADORES DO MUNDO INTEIRO,

A OPRESSÃO FEITA A UM, É OPRESSÃO FEITA A TODOS!

Cassius V. Crivello de Oliveira COOTRACAR - RS / MNCR-RS / Brasil

 

Dia Mundial do Reciclador - Cooperativa Ceibo, Argentina

por: Cooperativa Ceibo

Quinta-feira 01 de março comemoramos o Dia Mundial do Reciclador, em memória do massacre que ocorreu na Colômbia, onde foram mortos 10 companheiros de trabalho.

Porque somos mais de 15 milhões de pessoas em todo o mundo que trabalham, recolha, triagem e reciclagem de resíduos sólidos urbanos, e nós sabemos a importância do nosso trabalho e como ainda há muito a ser feito, a criação de empregos, combate à pobreza e desemprego.

Além de preservar o nosso meio ambiente, em nossos dias, nós trabalhamos como todos os dias. É por isso que hoje, no Dia Mundial enviar reciclador apertaram as mãos, desejando que a cada dia encontramos mais unidos em nosso trabalho com um objetivo comum.

Cooperativa Ceibo

 

Parabéns da República Dominicana

Irmãos e Irmãs Recicladores / como:

PARABÉNS neste dia, para celebrar com nenhuma tristeza, SE NÃO, com muita alegria. Graças a Deus e seguimos em frente para alcançar coisas boas.

Este dia também me lembro da queda reciclagem herues na Colômbia pelo assassino e traidor do trabalho mais digno e nobre que é a reciclagem

Nossos parabéns vão como companheiros / as, irmãos / irmãs.

Com muito amor e alegria.

Nicolas Mendoza

Alex Cardoso, MNCR/ Día Mundial de los Reciclador@s

por: Alex Cardoso, MNCR

Compas, catadoras e catadores e todos aqueles que dedicam suas vidas para a organizacão dos catadores do mundo. Compartilho com todos e todas esta mesma dor. De saber que a maioria de nos catadores estamos pelas ruas e lixões, sendo explorados, não sendo reconhecido pelo trabalho que fizemos. Isso me da mais vontade de continuar a luta, sendo um catador que nasceu num carrinho, nao tinha que ser diferente.

Pois assumo a minha responsabilidade em me doar a causa dos companheiros. Se nós catadores não assumir o nosso papel, cada vez mais vamos ser explorados, ate a nossa totas extinção. Compas, este é o momento de nos planejarmos melhor, de nos articularmos coletivamente, de mover nossos movimentos desde onde estamos, mudando a realidade passo a passo, em direção nao só do reconhecimento, mas sim de uma mudança de vida, onde que vale mais é o ser humano, o ser trabalhador.

Hoje sabemos a nossa importância, a nossa história que nao é bonita de ser contada, por ter varios capítulos ruins. Mas juntos vamos escrevendo nós mesmo tudo aquilo que queremos, que e a real mudança da sociedade. Não é facil, a gente sabe, mas cada passo que damos, temos a certeza que se distanciamos daquele passado ruim. Avançando sempre!

alex cardoso at congresso de recicladores

Este é o momento de reflexão, de buscar o conhecimento para compartilhar com aqueles compas que ainda estão nas mãos dos coroneis do lixo. Se preparamos todos, pois nossa luta diária trará de fato a nossa vitória!

Seguimos junto, desde o sul do Brasil ate quallquer canto do mundo onde a pessoas como nós vivendo e dando a vida para salvar nosso planeta!

Em memoria aos que ja foram, em lembranca de todos que ainda seguem na luta e em avanço dos que virão.

Viva os catadores e as catadoras do mundo!

Alex Cardoso, catador de materiais reciclaveis, organizado no MNCR e na RED LACRE!

Seguimos pro amanhã melhor

 

Dia Mundial da Reciclad @ r - ANREV, Venezuela

Aqueles que lutam diariamente para melhorar nossas condições de trabalho, muitas vezes expondo nossas vidas à rejeição social, buscando uma limpeza bem coletivo do nosso ambiente e lutar por nosso trabalho é reconhecido mundialmente, respeitados e premiados.

A ti @ Herman:

Reciclad @ r @ r Catad, Cartonagem @ Ciruja, Buz @ @ Churequer, limpador-@, recebeu hoje 01 de marco de 2012, Dia Mundial do Recycler, nosso abraço fraterno e força para continuar neste caminho difícil em que ainda temos muito a fazer e ir embora.

UP DO COMBATE!

ANREV - VENEZUELA

 

Por Exequiel Estay, Secretaria de Comunicação da Rede Lacre

Exequiel estai

Em 2008, no encerramento do primeiro encontro mundial dos catadores de materiais recicláveis de base, foi anunciado que em 1º de março seria celebrado o dial mundial dos catadores de materiais recicláveis.

Em um debate acalorado em defesa dos direitos das mulheres e homens que vivem da reciclagem, surgiu a ideia de que, em memória dos catadores de materiais recicláveis colombianos mortos por profissionais da universidade de Barranquilla, com o objetivo de usar seus órgãos, a data fosse reservada para homenagear o trabalho desenvolvido pelos catadores de materiais recicláveis de todo o planeta.

Os aplausos de alegria dos 600 participantes de mais de 34 países do mundo se misturaram ao barulho de uma chuva que acompanhava este momento histórico para os catadores de materiais recicláveis das periferias da cidade de Bogotá naquele ano de 2008… Fomos nós mesmos que decidimos que merecíamos um dia mundial para celebrar a união dos continentes através das mãos calejadas e das costas machucadas pelo trabalho desenvolvido para recuperar as matérias-primas que a sociedade descarta.

Ao longo dos séculos, podemos encontrar diversos exemplos de transformação em fonte de vida das alternativas da reciclagem e da reutilização. Hoje, mediante a força da organização, os organizadores se incorporaram à lógica do manejo de resíduos sólidos, do local ao nacional.

Uma estrela brilhante se transformou nestes últimos anos na organização mundial dos catadores de materiais recicláveis – cenários de mudança climática, reconhecimento como trabalhadores, direitos das mulheres catadoras de materiais recicláveis etc.

Outra estrela que também ilumina a luta dos últimos anos é nossa aproximação aos meios de comunicação, promovendo o trabalho como aposta maior para superar a pobreza e fazer do nosso labor um símbolo de dignidade e empreendedorismo.

Tive a sorte de conviver com catadores e catadoras de materiais recicláveis de todos os continentes, descobrindo que culturas, idiomas, cores dos rostos etc. não são elementos que fazem diferença na luta por uma melhor qualidade de vida.

Cabe mencionar que nestes últimos anos diversos foram os cenários nos quais os catadores de materiais recicláveis do mundo disseram: “aqui estamos, construindo um futuro para nossas famílias, nossos países e o planeta em 1º de março. E este ano não será exceção”.

A partir do nosso capital social, convidamos todos os cidadãos deste mundo a retirar as vendas que cobrem seus olhos para contemplar o trabalho desenvolvido pelas mulheres e homens que reciclam dia após dia…. Também agradecemos àqueles que compreenderam a importância do nosso labor.

A Rede Latino-Americana, em sua imagem corporativa, transmite uma mensagem clara: “Para os que lutam não há fronteiras”. Sentimos-nos mais fortes em um 1º de março.

 

REDNICA CONGRATULA-SE DIA MUNDIAL DA RECICLAGEM, 01 de março

Estamos satisfeito e feliz por ter concluído com êxito em um Encontro Centro-Americano de Catadores / as, a montagem de REDLACRE e aliados reunião realizada 19-24 fevereiro deste ano, que permitiu a visibilidade da nossa profissão e nossas organizações, para se juntar lutando para manter e desenvolver um trabalho baseado em reciclagem.

REDNICA, é agora um Nicarágua económica, social e ambiental, não estamos sozinhos, milhares de recicladores / as em americalatina e do mundo que nos apoiar.

Hoje, 01 de março, nos lembramos de nossos mártires que foram mortos em Barranquia, Colômbia, que nos compromete a lutar com coragem e determinação para defender os direitos dos recicladores / REDNICA tão organizado e REDLACRE.

A incineração NÃO ... NÃO À PRIVATIZAÇÃO DO ATERRO DE RECICLAGEM ... SIM!


Navegação