Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Notícias nacionais / Catadores realizam ato de formatura e lançam campanha contra a incineração

Catadores realizam ato de formatura e lançam campanha contra a incineração

por mncr — última modificação 27/06/2011 16h07
MNCR formou mil catadores(as) no Rio Grande do Sul

O Parque de Eventos da cidade de Gravataí recebeu na manhã desta quarta-feira, dia 22, catadores e catadoras de diversas regiões do estado do RS. Na ocasião aconteceu o evento de formatura estadual do CATAFORTE, projeto nacional de formação e mobilização do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis - MNCR. O Projeto capacitou cerca de 1000 catadores nas áreas de formação política, gestão, assistência técnica e mobilização. O mesmo foi desenvolvido e aplicado em parceria com a Fundação Luterana de Diaconia, entidade parceira do MNCR, que contribui na sua execução técnica. Após a abertura oficial do evento, foi feita a cerimônia de entrega dos certificados às turmas formadas no curso.

 

Parcerias confirmam fortalecimento

 

formatura_cataforte-rs3.JPGO evento de formatura contou com a participação de representações de diversas entidades parceiras do movimento, bem como de algumas prefeituras que estão apostando na alternativa de inclusão socioeconômica dos catadores gaúchos, como a de Gravataí, Novo Hamburgo e Santa Cruz do Sul.

Estiveram presentes e fizeram uso da palavra representantes da Secretaria Nacional de Economia Solidária - SENAES, Ministério do Meio Ambiente, Ministério do Trabalho e Emprego, representantes do Governo Estadual do RS, além da Fundação Banco do Brasil e da Fundação Luterana de Diaconia. Em suas falas, todos parabenizaram os formandos pelo empenho e dedicação, e alegaram que aquele imenso púbico presente demonstrava essa dedicação. “Ficamos muito felizes por estar contribuindo com este processo, pois acreditamos que a cooperação e a solidariedade é o caminho para construir um Brasil mais digno”, ressaltou  Mauricio Dziedricki, da SENAES. Também compareceram ao evento lideranças da Comissão Nacional do MNCR.

 

 

Realidades

formatura_cataforte-rs5.JPGIntercaladas as falas oficiais e as falas das autoridades, foram apresentados depoimentos do cotidiano enfrentado pelos formandos de todo Estado, como é o caso de Maria Tuljira, que trabalha no lixão de Uruguaiana há 23 anos: “É uma vida dura, temos tentado melhorar a nossa situação, com a formação temos mais força, conhecemos nossos direitos, tenho muita honra em participar deste movimento”, comenta a catadora. Lenir de Fátima Nunes, de Novo Hamburgo, é uma das catadoras que fizeram a formação: “Sempre trabalhei com catação. Já sofri muito preconceito, já me chamaram de muitas coisas. Mas criei meus 11 filhos com o dinheiro que consegui da coleta de lixo. Sou catadora e tenho orgulho do que faço”.

 

Avanços

formatura_cataforte-rs5.JPGDurante o evento também foi feita a entrega simbólica das chaves dos caminhões adquiridos junto a Fundação Banco do Brasil, através do projeto Logística Solidária Cataforte. As propostas são direcionadas ao projeto "Fortalecimento da Infraestrutura de Cooperativas de Catadores para Coleta, Transporte e Comercialização de Materiais Recicláveis. Dentre os avanços também foram citados o exemplo do município de Gravataí, onde a cooperativa dos catadores realiza a Coleta Seletiva Solidária, gerando melhoria de vida dos mais de 100 cooperados da entidade.
 

 

Política Pública Estadual

Para o evento estava sendo aguardada também a presença do Governador do Estado, Tarso Genro, que confirmou presença ,mas não pode comparecer devido a compromissos com a presidenta Dilma Roussefm, em Brasília. O Governador mandou um vídeo manifestando sua sensibilidade e apoio aos catadores para a construção de uma Política Pública Estadual de inclusão socioeconômica dos catadores no estado. “A nossa expectativa é que possamos em breve constituir o Comitê Intersecretarias para elaboração desta Política Pública Estadual para que possamos avançar no reconhecimento e valorização da categoria aqui no Estado”, comenta Alexandro Cardoso, militante do MNCR, que esteve na Comissão que se reuniu com o governador no dia 12 de maio, onde foi solicitado a criação de um Comitê Intersecretarias a exemplo do Comitê Interministerial do Governo Federal.

 

O evento também contou com a apresentação do músico Dante Ramon Ledesma, com uma apresentação que emocionou os presentes no encerramento da parte da manhã, com suas músicas falando das realidades sociais e da necessidade de se sonhar e lutar por uma vida justa e digna para todos.

 

 

Campanha contra a incineração

formatura_cataforte-rs4.JPGNa parte da tarde, os cerca de 800 catadores se dirigiram até o centro de Gravataí, onde foi realizado uma caminhada de lançamento da Campanha Estadual contra a incineração do lixo. A campanha pretende levantar o debate sobre os perigos desta alternativa para a sociedade brasileira. “Não podemos deixar que este mal seja implementado em nossos municípios, pois sabemos o que está por trás dos discursos de recuperação energética, na verdade é a queima do lixo, a destruição da natureza, a retirada do nosso trabalho e a degradação da saúde de todas as pessoas”, ressalta Ivanir dos Santos, militante do MNCR.

As bases do movimento levarão  para suas regiões este debate, bem como irão realizar manifestações em defesa da coleta seletiva solidária. “Queremos formar com outros setores da sociedade uma grande frente contra a incineração e em defesa da vida”, conclui Maria Helena Tavares, militante do MNCR. A campanha no RS faz parte da campanha nacional do Movimento, que vem sendo desenvolvida em todos os estados brasileiros.

 

fonte: assessoria de comunicação MNCR
registrado em:

Navegação