Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Notícias nacionais / Catadores apresentam reivindicações no primeiro natal com Presidenta Dilma

Catadores apresentam reivindicações no primeiro natal com Presidenta Dilma

por mncr — publicado 23/12/2011 11h10, última modificação 23/12/2011 15h10
"Me comprometo a fazer uma discussão séria sobre a incineração" diz Dilma

Catadores ligados ao MNCR e pessoas em situação de rua ligadas ao Movimento Nacional da População em Situação de Rua se reuniram hoje, dia 22, em celebração de Natal com a presença da Presidenta Dilma Rousseff e Ministros de Estado. O encontro aconteceu no centro de São Paulo e contou com pública estimado de mil convidados.

Durante o encontro os movimentos apresentaram suas reivindicações em reunião reservada com a Presidenta e discursaram sobre suas necessidades e expectativa para a Presidenta e autoridades presentes.

“Eu me comprometo a fazer uma discussão muito séria sobre a incineração do lixo” declarou a Presidenta e disse estar ciente das reivindicações do MNCR e do MNPR. O MNCR apresentou plano com planejamento de ações para inclusão de 280 mil catadores de materiais recicláveis no Brasil em um prazo de 4 anos. As reivindicações abordam a questão de fechamento de lixões e inclusão dos catadores, fortalecimento de redes de cooperativas e unidades de industrialização.  Para isso, a Presidenta ressalta que é importante fortalecer a capacitação dos catadores  "Temos que ampliar o cadastramento para que os catadores tenham direito a receber todos os benefícios que os demais brasileiros têm", frisou.

A catadora Matilde Ramos, representante do MNCR, lembrou os oito anos de celebração de natal com a presença do ex-presidente Lula, além dos avanços e conquista do MNCR.

Em sua primeira visita aos catadores, o Presidente Lula nos disse: ‘A Comissão Nacional não pode “dar moleza”, tem que cobrar do governo, porque, se não cobrar, a gente vai esquecendo... precisa cobrar, para que a gente possa fazer aquilo que é o sonho e a grande reivindicação de vocês’, lembro Matilde em seu discurso.

“Para nós, são muito claras as conquistas que tivemos. Mas só neste último ano 142 dos nossos morreram nas ruas, assassinados, além dos jatos de água e espancamentos da Polícia Militar. Quantos de nós continuarão morrendo, sendo desprezados pela sociedade?”, questionou, em discurso, a representante do Movimento Nacional da População de Rua, Maria Lucia Santos Pereira.

Estiveram presentes na celebração a Ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos), Tereza Campello (Desenvolvimento Social), Aloizio Mercadante (Ciência e Tecnologia), Fernando Haddad (Educação), Paulo Roberto Pinto (Trabalho), Gilberto Carvalho (Secretaria Especial da Presidência) e Alexandre Padilha (Saúde). Os senadores Marta Suplicy e Eduardo Suplicy, o assessor especial da Presidência, Marco Aurélio Garcia, além do secretário estadual do Meio Ambiente, Bruno Covas.

Veja gravação do evento na integra


Navegação