Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Notícias nacionais / Catadora recebe o “Nobel” Ambiental em San Francisco

Catadora recebe o “Nobel” Ambiental em San Francisco

por mncr — publicado 19/04/2013 15h23, última modificação 25/09/2013 14h50
Norah é militante do movimento ambiental contra a incineração de lixo

Membro da Associação Nacional de Recicladores da Colômbia, a catadora Nohra Padilla ganhou o Prêmio Goldman de Meio Ambiente para a América do Sul e Central. Este prémio tem sido chamado de "Nobel" ou "Oscar" ambiental.

Graças à liderança de Padilla, as cooperativas têm crescido na Associação de Recicladores de Bogotá (ARB), uma organização que representa 3.000 recicladores informais da cidade, e da Associação Nacional de Recicladores da Colômbia (ANR), com 12.000 membros fortes. Juntos, Padilla e os recicladores estão revolucionando a infra-estrutura de gestão de resíduos na Colômbia. A vitória histórica veio no final de 2011, quando Padilla ganhou uma decisão judicial que agora proíbe os contratos de gestão de resíduos que não oferecem oportunidades de emprego para os recicladores informais. Foi uma afirmação muito necessária de seu direito fundamental ao trabalho e reconhecimento do governo da necessidade e benefícios da reciclagem. Recicladores são agora atores formalmente reconhecidos no planejamento da gestão de resíduos de Bogotá.

“Eu comecei a trabalhar como catadora quando eu tinha 7 anos de idade. Eu saía todas as manhãs, com a minha mãe, irmãos, primos e vizinhos, para sobreviver coletando os materiais recicláveis ​​das ruas. Graças à minha família, eu trabalhava de manhã e ia para a escola à noite. Nossa luta foi difícil. Mas nós trabalhamos com humildade, em um caminho em direção a uma sociedade mais justa e solidária. Sem esperar nada mais do que o bem-estar e uma vida digna para milhões de pessoas pobres em todo o mundo ...

Eu permanecia comprometida com este caminho ético e alegro-me do fato de que as condições melhoraram lentamente, permitindo-nos garantir que temos pão na mesa e nossas crianças estão na escola. Somos gratos ao Tribunal Constitucional da Colômbia e seus juízes, que agora entendem que a lei pode mudar o mundo. Para o prefeito de Bogotá e seus assessores - obrigado por nobremente concordar, pela primeira vez, em pagar os catadores, reconhecidos como legítimos trabalhadores no programa de saneamento da cidade. Por último, para as famílias de catadores em todo o mundo - você tem o meu carinho e minha admiração. Em vocês eu vejo a bondade e a honestidade que precisamos mais do que qualquer outra coisa para que esse comércio humilde seja aceita e defendida como forma alternativa de trabalho e vida” declarou Norah em discurso de agradecimento.

registrado em: ,

Navegação