Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Blog Sudeste / SP: Congresso Estadual de Mulheres catadoras fortalece o protagonismo feminino

SP: Congresso Estadual de Mulheres catadoras fortalece o protagonismo feminino

por mncr — publicado 04/08/2014 17h25, última modificação 04/08/2014 17h32
Colaboradores: Fotos Doug Moreira/COOPCENT-ABC
Encontro marcou formação de Secretaria Estadual da Mulher do MNCR
SP: Congresso Estadual de Mulheres catadoras fortalece o protagonismo feminino

foto: Doug Moreira/COOPCENT-ABC

Cerca de 225 catadoras ligadas ao MNCR realizaram nos dias 1 e 2 de agosto o primeiro Congresso Estadual de Mulheres Catadoras de Materiais Recicláveis na cidade de Ourinhos, interior de São Paulo. O evento foi marcado pela organização da Secretaria Estadual de Mulheres Catadoras que será sediada na cidade de Ourinhos.

A mesa de abertura do Congresso teve a presença da promotora do Ministério Público do Trabalho, Margareth Matos, que explanou sobre a inclusão das catadoras na Política Nacional de Resíduos Sólidos. A representante da Secretaria de Políticas para a Mulher do Governo Federal, Maria Julia Martins, falou das políticas públicas e legislação voltada a proteção as mulheres e sugeriu a inclusão da Secretaria de Políticas para Mulheres no Comitê Interministerial de Inclusão Socioeconômica dos Catadores (CIISC). A representante da Unitrabalho, Ronalda Barreto Silva, também faz parte da mesa de abertura assim como a Prefeitura do Município de Ourinhos, Belkis Fernandes, acompanhadas das catadoras Maria Mônica da Silva, Guiomar Conceição dos Santos e Matilde Ramos da Silva, presentantes do MNCR. As catadoras da Comissão Nacional do MNCR Marilza Aparecida Lima, do Paraná, e Madalena Duarte, de Minas Gerais, também prestigiaram o encontro.

O encontro contou com oficinas temáticas que discutiram sobre “políticas públicas para mulheres e mulheres catadoras”, “trabalho de homem e trabalho de mulher”, “mulheres catadoras negras”, “sexualidade da mulher”, “juventude e as drogas” e “violência contra a mulher”. Entre os resultados das oficinas estão a necessidade de discutir a desigualdade entre homens e mulheres nas cooperativas e associações de catadores, a elaboração de materiais pedagógicos sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos com fácil linguagem e a articulação direta com Promotores públicos responsáveis pela fiscalização da implementação da políticas de gestão de resíduos nos municípios.

O Congresso também elegeu uma comissão de Catadoras integrantes da Secretaria Estadual de Mulheres Catadoras composta por 13 mulheres representantes dos Comitês Regionais do MNCR. Um comissão executiva de 6 catadoras também foi eleita pelos votos de 20 delegadas de cada Comitê Regional. O Congresso também aprovou a minuta de gerimento de funcionamento da Secretaria que a cada dois anos deve realizar novas eleição.

A avaliação geral é que o encontro serviu para revelar o empoderamento e protagonismo das mulheres catadoras, fortalecer novas lideranças criando importantes espaços de participação para reivindicação de direitos e reconhecimento das mulheres. “O grande resultado desse evento foi o fortalecimento do Movimento Nacional dos Catadores e o empoderamento das lideranças mulheres catadoras”, comentou Matilde Ramos da Silva, uma das organizadoras do Congresso.

registrado em: ,

Navegação