Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Blog Sudeste / Filhos de Catadores de Minas Gerais recebem capacitação em cinema

Filhos de Catadores de Minas Gerais recebem capacitação em cinema

por Márcio Martins/INSEA — publicado 03/02/2015 15h40, última modificação 03/02/2015 15h43
Projeto conta com a parceria Insea, MNCR, ANCAT e o Centro Cultural Lugar de Cinema

03-02-2015

O mundo do cinema ganhou mais adeptos neste final de semana. Os alunos do Recicla Filmes, projeto criado pela Rede Cataunidos, participaram e demonstraram todo o interesse em aprender as técnicas da sétima arte. Os jovens, filhos e netos de catadores de materiais recicláveis, tiveram a aula inaugural do curso no Centro Cultural Lugar de Cinema e já esperam pela próxima aula.

“Me interessei muito pelo curso e criei muita expectativa com o que tivemos na primeira aula. O cinema desperta vários sentimentos nas pessoas. Isso é muito bom”, disse a jovem Sarah Tainar Xavier de Andrade, 18 anos, filha do catador Helvécio Antônio Xavier, da associação de Divinópolis, ASCOMARE. “Quando a gente fizer o nosso curta, eu vou mostrar pra todo mundo. Vai ser um filme que eu fiz”, completou.

“Tive a sorte de ser o primeiro professor da turma do Recicla Filmes. Achei uma experiência extraordinária. É uma turma de jovens que têm o acesso ao audiovisual ainda muito restrito, mas da pra ver que eles têm um interesse tão grande em contar histórias, que, logo na primeira aula, fizemos um exercício de construção de narrativa com planos e movimentos e o resultado foi muito satisfatório. Deu pra ver que essa é uma turma que tem potencial. Estou muito satisfeito”, observou o professor e cineasta Leo Ayres, que ficou responsável por dar a aula de sensibilização ao cinema.

Os alunos também receberam as visitas do diretor e roteirista uruguaio Pablo Stoll e da designer de produção de Hollywood, Jeannine Oppewa. O uruguaio lembrou-se de quando começou o seu contato com o cinema, “me apaixonei pelo cinema aos oito anos de idade. O meu vizinho tinha uma Super Oito e eu sempre ficava na casa dele vendo filmes. Aqueles filmes me transportavam para outro mundo e eu queria construir esses mundos. Comecei a fazer filmes aos 17 anos e não parei mais”, lembra o diretor.

A designer de produção, Jeannine Oppewa, também falou de como começou no cinema e contou um pouco do seu trabalho diário na direção de arte e desenho. “O meu serviço é muito dinâmico. Aprendo coisas novas todos os dias. Cada filme é único”, disse. Quando questionada por um aluno, se faria algum filme brasileiro respondeu prontamente “Por que não? Claro que sim. Basta ser convidada”, afirmou.

O catador Lucas Maurício, 19 anos, da Associação de Catadores Amigos Unidos de Mateus Leme, ASCALEME, espera que o curso o ajude a mostrar para o mundo a importância do trabalho dos catadores e acabar com o preconceito que ainda existe em relação a esse trabalhador. “Minha expectativa é alcançar o objetivo do curso, fazer um bom trabalho e sair daqui um cineasta”, disse o jovem.

Sobre o Projeto

O objetivo do projeto Recicla Filmes é criar caminhos e alternativas de oportunidades para inserção dos jovens filhos de catadores de materiais recicláveis. A iniciativa visa capacitar 45 jovens selecionados para participação no projeto. Serão 250 horas de aulas prática e teórica,  resultando na produção de 08 curtas-metragens sobre o tema de resíduos sólidos urbanos e o trabalho realizado pelos catadores.

Buscando criar caminhos e alternativas de oportunidades para inserção dos jovens filhos de catadores de materiais recicláveis, a Rede Cataunidos, formada por 34 associações de catadores de Belo Horizonte, Região Metropolitana, Estrada Real e Centro-Oeste, criou o “Projeto Recicla Filmes”. A iniciativa visa capacitar 45 jovens selecionados para participação no projeto. Serão 250 horas de aulas prática e teórica com professores de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Recife,  resultando na produção de 08 curta-metragens sobre o tema de resíduos sólidos urbanos e o trabalho realizado pelos catadores. A iniciativa integra as ações desenvolvidas pela Rede Cataunidos para a educação ambiental e fortalecimento da coleta seletiva solidária, através do “Projeto  Reciclar em Rede – Gerando trabalho e renda”, patrocinado pelo Programa Petrobras Socioambiental.

A aula inaugural, que acontece no próximo sábado (31/01/2015) no Lugar de Cinema, conta com as presenças da designer de produção de Hollywood, Jeannine Oppewal, (quatro vezes indicada ao Oscar) e do também premiado diretor, produtor e roteirista uruguaio Pablo Stoll (Festival de Cinema Internacional de Rotterdam, Cannes, Goya, dentre outros), que falarão com os jovens sobre a sétima arte. Na sequência os alunos começam a cumprir a grade curricular do curso, sendo, sensibilização ao cinema, fotografia, novas mídias, roteiro, edição, direção de documentário, produção, som para cinema, e, por fim, a filmagem e edição do curta-metragem.

O projeto Recicla Filme conta com a parceria do Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável (Insea), o Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), a Associação Nacional dos Catadores (ANCAT) e o Centro Cultural Lugar de Cinema.

registrado em: ,

Navegação