Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Blog Sudeste / Catadores formam-se em curso técnico de gestão de resíduos em Minas Gerais

Catadores formam-se em curso técnico de gestão de resíduos em Minas Gerais

por Setor de Comunicação MNCR publicado 19/05/2016 11h35, última modificação 20/05/2016 10h41
Colaboradores: com informações da Agência Minas Gerais
Agentes de Gestão de Resíduos sólidos poderão atuar no setor público e privado

Vinte e um catadores de materiais recicláveis se formaram no curso de Agentes de Gestão de Resíduos Sólidos em Minas Gerais no dia 18 de maio. O curso foi preparado a partir de demandas do Movimento Nacional do Catadores de Materiais Recicláveis e visa preparar os catadores com conteúdo técnico e prático sobre a gestão dos resíduos, a economia solidária e preservação do meio ambiente. De acordo com a Coordenadora de CMRR (Centro Mineiro de Referência de Resíduos), Jacqueline Rutkowski, essa é a primeira turma do país nessa área.

O catador Geraldo de Andrade Mello, 49, é um dos matriculados e acredita que, com a formação, muitos colegas de profissão vão ter uma visão mais clara da atividade que exercem. Para ele, não basta apenas recolher o lixo, separar e dar a destinação correta. “É importante o catador enxergar que ele pode contribuir para a mudança de comportamento da sociedade”, acredita.  Geraldo coleta o lixo produzido por torcedores nos dias de jogos no Mineirão, pela Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Material Reaproveitável (Asmare).

 

Em números

Em Belo Horizonte, 4,7% do lixo recolhido são recicláveis, de acordo com o dado da Prefeitura da capital. Esse percentual considera os programas de reciclagem de papel, metal, plástico e vidro, orgânicos e resíduos de construção civil. A capital conta com sete cooperativas de catadores e trabalhadores com materiais recicláveis.

Em Minas Gerais, 145 associações e cooperativas de catadores e trabalhadores com materiais recicláveis estão cadastradas na Bolsa Reciclagem. Instituída em 2011, por meio da Lei Estadual nº 19.823, a Bolsa Reciclagem concede incentivo financeiro às cooperativas e associações de catadores de materiais recicláveis pela contraprestação de serviços ambientais.

Durante a construção de propostas ao Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG) 2016-2019, o Governo de Minas Gerais propôs, inclusive, a ampliação gradativa dos recursos reservados para aplicação no programa.

registrado em:

Navegação