Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Blog Sudeste / Catadores e servidores públicos unidos contra a incineração do lixo

Catadores e servidores públicos unidos contra a incineração do lixo

por mncr — última modificação 22/06/2011 18h13
Não incinerem os nossos direitos!
Catadores e servidores públicos unidos contra a incineração do lixo

Faixa gigante contra a incineração do lixo foi colocada no prédio da Prefeitura de S. Bernardo do Campo

O MNCR participou hoje, dia 22 de junho, de ato unificado com os servidores públicos municipais de São Bernardo do Campo que lutam por salários e plano de carreira para a categoria. Com o lema “Não incinerem nossos direitos”, o Sindicato da categoria está mobilizado, juntamente com os catadores, na luta contra a implantação de um incinerador de lixo no ABC.  No ato de hoje os catadores da região do ABC prestaram sua solidariedade a luta dos municiparios e juntos gritaram não à incineração do lixo, contra as privatizações no serviço público e por melhores condições de trabalho em São Bernardo do Campo.

 

Após o protesto em frente a Prefeitura de S. Bernardo do Campo foi a vez da Câmara de Vereadores que teve sua plenária tomada por manifestantes que exigiram que não seja aprovado a proposta de plano de carreira para os servidores como quer o Prefeito Luiz Marinho. O poder público foi vaiado, assim como o projeto de incineração do lixo previsto para a cidade.

DSC_2359.JPG

DSC_2376.JPG

DSC_2408.JPG

DSC_2407.JPG

DSC_2397.JPG

DSC_2410.JPG

DSC_2431.JPG

 

Em São Paulo

 

No dia 20, catadores da cidade de São Paulo participaram de seminários de lançamento do Projeto Lei 102/2011, de autoria do vereador Ítalo Cardoso, que institui uma Política Municipal de Resíduos Sólidos para São Paulo. No evento os catadores do MNCR exigiram que seja incluída a remuneração dos catadores pelos serviços de coleta seletiva prestado ao município, assim como a derrubada do veto ao PL 774/2007 aprovado no ano de 2009, mas vetado pelo Prefeito Gilberto Kassab.  O PL previa o pagamento aos catadores pelos serviços de coleta seletiva e o controle social sobre o Programa de coleta seletiva.

DSC_2297.JPG

DSC_2317.JPG

DSC_2310.JPG

registrado em:

Navegação