Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Blog Norte / Catadores da Amazônia Legal mobilizam toda a região Norte

Catadores da Amazônia Legal mobilizam toda a região Norte

por Alex Cardoso — publicado 08/03/2016 11h40, última modificação 08/03/2016 11h58
Esse é o terceiro encontro regional da categoria na região

Belém do Pará sediou o III Encontro dos Catadores da Amazônia Legal - ECAL, reunindo cerca de 300 catadores e catadoras de materiais recicláveis da região Norte ,além de governos estaduais e gestores públicos. .
Na mesa de abertura, Maria Trindade, membro da Comissão Nacional do MNCR e coordenadora do ECAL, avaliou como passo importante dado pelas as catadoras e catadores de toda a região em busca de sua organização e principalmente união da categoria. “Somos todos irmão, sejamos todos bem vindos em nosso encontro” afirmando que “Quando estamos unidos, realmente avançamos”.
As pautas do encontro discutiram a formação e luta pela implantação da Politica Nacional de Resíduos Sólidos para avançae na rota tecnológica da Reciclagem Popular através do Programa Nacional de Investimento na Reciclagem Popular – Pronarep, do qual houve comprometimento por parte das secretarias estaduais de desenvolvimento e economia que estavam presentes que buscarão desenvolver ações nesse sentido.
Temas como logística reversa das embalagens, coleta seletiva solidária com valorização e reconhecimento, apontaram a estratégia de luta do MNCR em toda a região, colocando-se como protagonista da reciclagem dos resíduos assim como uma das categorias que mais defende a natureza e a Amazônia como um todo, haja vista que muitas catadoras e catadores coletam os materiais recicláveis jogados inadequadamente nos rios amazônicos.
Valquíria Barros, membro da comissão nacional do MNCR pelo Estado do Mato Grosso, reafirma que estamos construindo um novo caminho para o Brasil, que passa pelas mãos dos catadores “Lá atrás, plantamos uma sementinha e hoje estamos colhendo os frutos para nossa organização, porém nunca deixamos de plantar, para amanhã termos um fruto novo pra todo o Brasil”.
As definições do encontro, estão contidas na Carta da Amazônia, que será encaminhadas aos governos tanto nacional, quanto, locais e a sociedade, como propostas de desenvolvimento da reciclagem popular, a inclusão socioeconômica das catadoras e catadores de materiais recicláreis, a organização e apoio das entidades,sociedade civil.

Confira a Carta Final do Encontro: Carta da Amazônia

Carta da Amazônia em versão PDF

registrado em:

Navegação