Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Blog Sul / Santa Cruz do Sul terá Coleta Seletiva Solidária

Santa Cruz do Sul terá Coleta Seletiva Solidária

por mncr — publicado 12/04/2012 10h10, última modificação 12/04/2012 10h09
Município gaúcho contratará cooperativa para prestar os serviços
Santa Cruz do Sul terá Coleta Seletiva Solidária

Reunião do Fórum de Ação pela Coleta Seletiva Solidária com a Prefeita de Santa Cruz, Kelly Moraes

Foi na manhã desta terça-feira, dia 10 de abril, que a prefeita Kelly Moraes e o seu vice Luiz Augusto Costa a Campis, ambos representando a Administração Municipal, comunicaram oficialmente à comissão do Fórum de Ação pela Coleta Seletiva Solidária e Reciclagem de Santa Cruz do Sul - FACS a sua decisão em investir na implementação da coleta solidária no município.

“O presente projeto foi fruto das discussões do Fórum que, desde sua fundação em 2009, vem aglutinando e mobilizando uma série de entidades e indivíduos interessados em construir um processo participativo e includente na gestão integrada dos resíduos sólidos” ressaltou José Schimitz, coordenador da Universidade do Rio Grande do Sul - UERGS e membro do Fórum. O projeto prevê a implementação gradativa da coleta seletiva na área urbana de Santa Cruz, num processo integrado entre catadores, moradores e Poder Público.

A Coleta Seletiva Solidária tem sido realizada em diversos municípios brasileiros e vem ganhando força nas alternativas de inclusão socioeconômica dos catadores e num modelo mais eficiente do que os anteriores, pois, nesta modalidade, se estabelecem relações diretas entre a comunidade e catadores, resultando numa maior eficiência do serviço.

O projeto esta fundamentado em três grandes eixos: o Plano de Capacitação, o Plano de Roteirização e o de Conscientização. Um Grupo de Trabalho foi formado para organizar o cronograma de execução, sob a responsabilidade da Secretaria de Saneamento e Meio Ambiente - Semmas e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, com participação dos integrantes do Fórum. A expectativa é que no prazo de três meses se inicie a primeira etapa do projeto.

Além da Administração Municipal e MNCR, participaram da reunião o Banco do Brasil, Instituto Humanitas, Mercur S.A., Universidade de Santa cruz do Sul - UNISC, Universidade do Estado do Rio Grande do Sul  -UERGS e Escola Família Agrícola  -EFA. Todos firmaram seu comprometimento em continuar construindo em conjunto esse processo no município.

“É um desafio implantar a Coleta Seletiva Solidária, mas sabemos da importância tanto social quanto ambiental da realização desta iniciativa. É preciso o trabalho em conjunto e a conscientização para que dê certo”. Disse a Prefeita Kelly Moraes.

“Estamos muito satisfeitos com esta conquista, sabemos que ela é fruto de muita luta e engajamento de muita gente, agora poderemos mudar a vida de mais companheiros e companheiras”. Comenta Ângela Maria Nunes, catadora integrante da cooperativa e militante do MNCR há seis anos.

Esta iniciativa histórica na cidade é um passo importante para consolidação de um modelo de gestão dos resíduos que de fato seja integrado, com participação da comunidade na elaboração e no controle social das políticas públicas.

“Este dia fica marcado na história, pois foi feita uma opção pela justiça social e pela preservação do meio ambiente. Foi tomada a decisão que todos os que estão nesta caminhada queriam ouvir, o “sim” à coleta solidária. Isto é fruto da mobilização de toda sociedade e o mérito é de todos que acreditam que podemos mudar as coisas”. Conclui Fagner Jandrey, coordenador da Coomcat e militante do MNCR.

O grupo de trabalho, agora, tem pela frente a tarefa de apresentar o cronograma de execução no prazo de um mês, na ocasião de um novo encontro entre as partes envolvidas.

Fonte: Assessoria de Comunicação MNCR/Comitê Malvina Tavares.

registrado em:

Navegação