Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!

Ferramentas Pessoais

This is SunRain Plone Theme

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Blog Sul / Catadoras e catadores de Cruz Alta-RS avançam na conquista do protagonismo

Catadoras e catadores de Cruz Alta-RS avançam na conquista do protagonismo

por admin publicado 02/07/2021 15h50, última modificação 06/07/2021 20h56
Associações da cidade se preparam para assumir coleta seletiva

O Frio desta terça-feira (29/06) não impediu que as associações de catadoras e catadores de Cruz Alta dessem mais importantes passos na concretização da gestão da prestação do serviço de Coleta Seletiva no município de Cruz Alta-RS.

A Secretaria Estadual do Movimento Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis-MNCR-RS esteve realizando visita as associações de catadores/as, reuniões com os grupos e com a Prefeitura Municipal para fortalecer o compromisso que o movimento tem com o desenvolvimento e avanço do protagonismo da categoria na cidade.

Recentemente foi entregue pelas associações uma proposta a Prefeitura Municipal de contrato direto com entidade dos catadores/as, uma cooperativa que está em processo de formação, e que está contando com o apoio da administração municipal.

A ideia é que em setembro, quando finaliza o termo de convênio que hoje está celebrado com a Universidade de Cruz Alta-UNICRUZ, seja feito diretamente com a cooperativa de catadores/as.

O MNCR apoia na parte da capacitação profissional dos grupos através de cursos que serão realizados com lideranças das associações e também com associados. Os encontros acontecerão quinzenalmente, sendo no formato virtual e presencial alternadamente.

Junto com o secretário estadual do MNCR, Fagner Jandrey, esteve Jonathan Santos, da Cooperativa Coomcat de Santa Cruz do Sul, que já presta o serviço de coleta seletiva no município desde 2010 e é uma das referências neste trabalho. “Vamos dar todo apoio possível para que os catadores/as de Cruz Alta-RS tenham os instrumentos necessários para assumir a prestação serviços de coleta seletiva solidária no município. A experiência nos mostra que é possível, e que é o melhor caminho, tanto para a sociedade quanto para o meio ambiente, pois melhora o serviço, aproxima a comunidade, agrega no desenvolvimento local e profissionaliza a categoria”, comenta o catador da Coomcat.

Lidiane Jacques, catadora da associação Arca, comenta: “pra nós é muito importante essa capacitação do movimento, e também o apoio e reconhecimento da prefeitura, estamos trabalhando e contando com o apoio da comunidade pra que a coleta seletiva solidária seja uma realidade a partir de setembro. Teremos nossa própria cooperativa e nosso próprio contrato, tenho certeza que somos capazes”

No período da tarde após as visitas e reuniões com as associações, foi o momento de sentar com a Prefeita Municipal Paula Rubin Facco Librelotto, o coordenador do meio ambiente Carlos Gutierrez, secretária de obras Barbara Nogueira, secretário de finanças José Roberto. Além de lideranças das quatro associações de catadoras e catadores.

A Prefeita Municipal iniciou a conversa manifestando e informando todo o interesse em continuar apoiando no processo de emancipação das associações e colocando todo seu secretariado a disposição deste propósito. “Sempre fui apoiadora e incentivadora da profissão catador, como prefeita irei fazer todo o possível para o crescimento das comunidades e também investir para que possam se profissionalizar ainda mais e serem melhor renumerados!, comenta a Prefeita Municipal.

 

registrado em: Sul

Navegação