Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Blog Sul / Após protestos, Catadoras e Catadores têm a circulação prorrogada até 2020 em Porto Alegre

Após protestos, Catadoras e Catadores têm a circulação prorrogada até 2020 em Porto Alegre

por Setor de Comunicação MNCR publicado 12/05/2017 11h35, última modificação 12/05/2017 11h35
Projeto lei foi aprovado por unanimidade na Câmara, mas situação ainda não é ideal.

O MNCR* e o Fórum Independente dos Catadores comemoraram a aprovação do Projeto de Lei do vereador do Marcelo Sgarbosa, que amplia o prazo de circulação dos catadores até 2020 na ruas de Porto Alegre.
É o terceiro projeto do vereador, que a anos apoia a luta das catadoras e catadores pelo reconhecimento e valorização enquanto profissionais, principalmente pela inclusão social e a defesa do meio ambiente. “A anos estamos com este debate na casa, meu primeiro projeto não foi aprovado, agora o segundo e o terceiro foram, dando mais uma chance para nossa cidade incluir esta categoria” comemora Marcelo Sgarbosa.
Os catadores estavam com sério risco de serem excluídos, quando o prazo de circulação de carrinhos e carroças em Porto Alegre chegou ao fim, no dia 10 de março deste ano, obrigando a categoria a se mobilizar para buscar um prazo maior bem como a inclusão socio-economica conforme prevê as leis nacionais de resíduos e os planos estadual e municipal de gerenciamento de resíduos sólidos.
Desde o mês de março a categoria esta mobilizada, realizando debates e seminários na cidade, propondo a inclusão da categoria. “Por onde passamos fortalecemos apoio a nossa causa, que é uma causa de todos, principalmente porque quem ganha é o nosso meio ambiente” destaca o Catador José Pedro, presidente da Associação Beira Rio.
A contratação das catadoras e catadores para a realização da coleta seletiva solidária é de fato uma importante forma de inclusão, valorização e reconhecimento das catadoras e catadores, que continuariam a realizar o importante trabalho a cidade e meio ambiente, pelo menos pelos próximos três anos. “Três anos passam logo, por isso vamos manter nossa mobilização e avançar na proposta de inclusão da nossa categoria focando agora na conquista da coleta seletiva solidária” destaca Alex Cardoso, catador da equipe de articulação do MNCR.

MNCR na luta, resistência e conquistando direitos.

registrado em: ,

Navegação