Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!

Ferramentas Pessoais

This is SunRain Plone Theme

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Blog Centro-oeste / Catador morre no lixão da Estrutural e municípios ainda querem adiamento de prazo

Catador morre no lixão da Estrutural e municípios ainda querem adiamento de prazo

por mncr — publicado 03/09/2014 14h50, última modificação 04/09/2014 12h47
Deputados e Municípios se movimentam para aumentar prazo de cumprimento da lei 12.305

Faleceu no dia 02 de setembro mais um catador de materiais recicláveis vítima de acidente no lixão da Estrutural em Brasília, Distrito Federal. Catador histórico, Chico Moura, de 57 anos, trabalhava a 25 anos na Estrutural e faleceu soterrado e esmagado pelas máquinas que enterram o lixão no local. O lixão ficará fechado por três dias em luto e memória do trabalhador.

Apenas no ano de 2014 foram 4 mortes dentro do lixão da Estrutural. “Quero deixar bem claro que precisamos responsabilizar a quem é direito! De quem é a culpa?”, declarou Ronei Alves, presentante do MNCR, que defende enfaticamente o fechamento do lixão da Estrutural com inclusão socioeconômica dos catadores de materiais recicláveis que nele trabalham. No entanto, o Governo do Distrito Federal não tem nenhum investimento pronto para realizar o fechamento do lixão e incluir os catadores.

O acidente que vitimou Chico Moura acontece a exatamente um mês depois do fim do prazo legal para fechamento dos lixões, hoje, dia 03, um Comissão de Deputados Federais votará a Medida Provisória 649/20144 que quer estender por mais 8 anos o prazo para os Governos cumprirem a lei 12.305/2010. O MNCR tem se colocado radicalmente contrário a ampliação do prazo que significaria um retrocesso na implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos no Brasil.

 

ATUALIZAÇÃO:

Relator insiste em incluir prorrogação de lixões na MP da nota fiscal

 

Escreva para os deputados e manifeste seu repúdio a MP 649/2014:

DEPUTADOS

EDSON SILVA (PT) [email protected]

ODAIR JOSÉ DA CUNHA (PT) [email protected]

EDUARDO COSENTINO DA CUNHA (PMDB) [email protected]

MANOEL ALVES DA SILVA JUNIOR (PMDB) [email protected]

GUILHERME CAMPOS JÚNIOR (PSD) [email protected]

ELEUSES VIEIRA DE PAIVA (PSD) [email protected]

ANTONIO JOSÉ IMBASSAHY DA SILVA (PSDB) [email protected]

EDUARDO HENRIQUE DA FONTE (PP) [email protected]

JOSÉ MENDONÇA BEZERRA FILHO (DEM) [email protected]

AELTON JOSÉ DE FREITAS (PR) [email protected]

ALFREDO HELIO SYRKIS (PSB) [email protected]

DOMINGOS FRANCISCO DUTRA FILHO (SD) [email protected]

JOSÉ SARNEY FILHO (PV) [email protected]

JOVAIR DE OLIVEIRA ARANTES (PTB) [email protected]

ANDRÉ LUIS DANTAS FERREIRA (PSC) [email protected]

 

SENADORES

Romero Jucá (PMDB) [email protected]

Luiz Henrique (PMDB) [email protected]

Ricardo Ferraço (PMDB) [email protected]

Francisco Dornelles (PP) [email protected]

Humberto Costa (PT) [email protected]

Acir Gurgacz (PDT) [email protected]

José Pimentel (PT) [email protected]

Lúcia Vânia (PSDB) [email protected]

Flexa Ribeiro (PSDB) [email protected]

Wilder Morais (DEM) [email protected]

Cidinho Santos (PR)

João Vicente Claudino (PTB) [email protected]

Rodrigo Rollemberg (PSB) [email protected]

Ataídes Oliveira (PROS) [email protected]


Navegação