Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme

ROSELI NUNES

por mncr — última modificação 18/03/2008 14h36
e a luta camponesa

Roseli NunesRoseli foi uma lutadora que fundou o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, participando da ocupação da fazenda ANONI, grande latifúndio improdutivo que proporcionou, depois de sua conquista, trabalho e moradia para centenas de pessoas, e é hoje em dia um grande exemplo que mostra que quando a terra é bem utilizada por  quem realmente trabalha muitos podem viver dela.

Rose, como era chamada, era descendente de índios e colonos, cresceu no trabalho com a terra e participava  junto com seu marido e filhos, pois sabia que seu futuro e o de seus filhos dependia da conquista de um pedaço de chão para trabalhar, ou então teria que viver como indigente na cidade.            

Durante o período da luta pelas terras da ANONI, após anos vivendo de baixo de barracos de lona preta, marchando do interior até a capital, após passar meses acampados na assembleia legislativa para pressionar os políticos a liberar a desapropriação das terras,  sofrendo muita pressão por parte da polícia e dos fazendeiros latifundiários que os ameaçavam de morte, Roseli declara que prefere morrer lutando do que morrer de fome.

Rose teve a primeira criança nascida no acampamento, que foi batizado com o nome de Tiarajú, em homenagem ao índio Guerreiro Sepé Tiarajú que lutou pela libertação do povo  contra o império de Espanha e Portugal. Roseli Nunes foi assassinada no dia 31 de março de 1987 atropelada por um caminhão que se lançou contra a marcha dos Sem Terra, deixando vários feridos e seu corpo  a beira da estrada. Rose hoje é um símbolo para a luta de todos os Sem terra e para o povo do Brasil.                                                                                                          

Roseli, Sem Terra, lembramos o teu nome,

Preferiu morrer lutando,  do que morrer de fome!!!


Navegação