MNCR realiza Encontro Estadual em São Paulo

mncr
Publicado Última modificação 18/03/2011 19:28


Aconteceu nos dias 16 e 17 de Abril no Município de Mongaguá o Encontro Estadual Catadores 2010 que reuniu profissionais de diversas regiões do Estado de São Paulo. O tema do evento foi a discussão sobre políticas públicas de inclusão econômica e valorização do trabalho. Participaram cerca de 200 catadores representantes de cooperativas e associações das regiões do Oeste Paulista, ABCD, Alto Tietê, Litoral Paulista, Vale do Paraíba, Piracicaba, Campinas, Ribeirão Preto, Guarulhos e cidade de São Paulo.



 



Os painéis temáticos contaram com a presença de especialistas na área de políticas públicas voltadas para catadores com a advogada Flávia Scabin, da Clinica de Negócios Inclusivos FGV/Avina, Fábio Cidrin, especialista e gestão de resíduos, Francisco Chagas, do Comitê interministerial de inclusão dos Catadores, além de representantes de instituições financiadoras como Fundação Banco do Brasil e DRS/Branco do Brasil.



 



Os catadores discutiram durante o encontro os problemas e desafios para o avanço na cadeia produtiva pelas organizações de catadores e organizaram uma agenda de ações a ser divulgada no documento final do encontro.



 



O evento foi uma realização do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis e contou com o apoio da Prefeitura de Mongaguá entre outros parceiros. A solenidade de abertura contou com a presença de Prefeitos do Litoral Paulista, onde o MNCR vem atuando a implementação da coleta seletiva e organização dos catadores.



 



Durante toda a semana, o MNCR realizou a formação de militantes que contribuirão para a capacitação de cerca de mil catadores em todo o Estado e o fortalecimento das bases.  As formações nas cooperativas e associações já iniciou de devem durar cerca de 6 meses.



 



As cooperativas e associações de catadores têm contribuído para que muitos municípios paulistas recebam o Selo Verde Azul oferecido pela Secretaria de Meio Ambiente pela gestão de políticas públicas sustentáveis que incluem a destinação adequada do lixo.  A Política Estadual de Resíduos Sólidos prevê o incentivo a organização de cooperativas e associações de catadores e a implantação da coleta seletiva.  Aliada a outros políticas públicas,  a inclusão e reconhecimento do trabalho dos catadores nos municípios tem contribuído para a inclusão social e geração de trabalho e renda para milhares de catadores de materiais recicláveis.  Os catadores são responsáveis pela coleta de 90% de tudo que é reciclado hoje no Brasil.



 



No entanto, apenas 327 dos 5.560 municípios brasileiros têm a coleta seletiva como forma de destinação final do lixo. Os municípios de Diadema, Biritiba Mirim,  Arujá,  Assis, Araraquara, Orlândia, Ourinhos e São José do Rio Preto são considerados modelos de Coleta seletiva com a participação dos catadores, pois realizam o pagamento aos catadores pelos serviços prestados de coleta seletiva dando suporte ao trabalho.





Programação



16/04 Sexta-feira



 



09h00 – Inicio das atividades



09h00 às 10h00 – Abertura Solene:





  • Francisco  das Chagas – Secretario Executivo do Comitê Interministerial de Inclusão do Catador;






  • Matilde Ramos da Silva – Comissão Nacional do MNCR






  • Gilson Bargieri – Secretario de Governo de Peruíbe;






  • Representante – Prefeito de Estância Balneária de Mongaguá;






  • Representante da Fundação Branco do Brasil;






  • Representante do DRS/Branco do Brasil.





10h00 - Intervalo



 



10h30 às 12h00 – Painel I - Panorama da Situação dos Catadores no Estado de São Paulo:





  • Os Desafios das Organizações dos Catadores no Estado de São Paulo – Maria Monica da Silva/Diadema – Comitê ABCD – MNCR -SP;






  • As Organizações dos Catadores (as) e a relação com as Prefeituras Municipais – Matilde Ramos/Ourinhos- MNCR- Comitê Oeste Paulista 






  • Os Catadores e as Políticas Públicas Estaduais – Roberto Laureano - Comitê Alto Tiête /MNCR – SP -  Comissão Nacional





 



12h00-12h30 - Debates



12h30 – 14h00 - Almoço



 



14h00 -  15h00 - Painel II  – Políticas Públicas voltadas para a Inclusão Socioeconômica dos catadores (as):



 





  • Fábio Cidrin – Especialista em Gestão Integrada de Resíduos Sólidos;






  • Flávia Scabin – Clinica de Negócios Inclusivos da FGV/AVINA






  • Luzia Maria Honorato/MNCR -  Cidade de São Paulo/COPERCOSE -  Os impactos da incineração no trabalho dos catadores (as)





 



 



15h00 às 15h30  – Debate: Mediador: Carlos Henrique Nicolau  - Articulador do MNCR



15h30 às 16h00 – Intervalo



 



16h00 às 16h30 -  Painel III – Linhas de Financiamento para a Inclusão Socioeconômica dos Catadores (as)  



 





  • DRS Banco do Brasil;






  • Fundação Banco do Brasil






  • MDS – Linhas de financiamento e apoio do Governo Federal;





 



16h30 às 17h00 – Debate Mediador: Érika Petrucio Comitê Oeste Paulista MNCR-SP



17h00 às 18h00  – Levantamento de propostas e inicio de construção de uma agenda;



18h00 às 18h30 -  Encerramento



 



17/ 04 Sábado



 



09h00 às 10h00 - Balanço dos Comitês do Estado de São Paulo



10h00 às 10h30  –  Intervalo



10h30 às 12h00 - Apresentação da Proposta de Agenda Estadual para a Inclusão Socioeconômica dos Catadores(as);



12h00 às 12h30  – Leitura e aprovação da Agenda Estadual para a Inclusão Socioeconômica dos Catadores (as)



12h30 - Encaminhamentos do MNCR – SP e Encerramento do Encontro Estadual;