Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Artigos / MNCR participa de Seminário sobre Saneamento Básico

MNCR participa de Seminário sobre Saneamento Básico

por mncr — última modificação 10/12/2008 16h42
MNCR quer mais participação popualr nas políticas de saneamento básico
MNCR participa de Seminário sobre Saneamento Básico

Durante o Seminário em Brasília

O MNCR esteve presente do Seminário Nacional “O Brasil no ano mundial do Saneamento”. Estiveram presentes no evento, diversos movimentos sociais membros do Conselho Nacional das Cidades e debateram avanços e dificuldades no setor de Saneamento no país. Os representantes da Central de Movimento Populares (CMP) afirmaram que a moradia digna só é possível com saneamento básico adequado, por essa razão priorizam as reivindicações do setor. Segundo a CMP, é preciso os movimentos se capacitar e discutir internamento sobre o saneamento, para isso reivindicam informação acessível aos movimentos sociais sobre essa questão. Denunciaram as altas taxas de água e esgoto presentes em muitos Estados.

A União Nacional de Luta por Moradia criticou o fato de muito investimentos anunciados no seminário não chegarem na ponta, ou seja, serem desviados ou mau aplicados pelas prefeituras. Foi lembrado ainda a importância do saneamento em áreas rurais, algo que tem sido constantemente esquecido.

Eduardo Ferreira de Paula, representante do MNCR, declarou que o setor de saneamento esquece constantemente o trabalho dos catadores como parte do processo de saneamento básico. Lembrou ainda que o portal de Licenciamento Ambiental foi um reivindicação do MNCR. “Esse portal foi uma demanda apresentada pelo MNCR, que ele sirva realmente as cooperativas de catadores e não aos coopergatos que existem por ai” frisou. O membro da Centcoop, Francisco Assis, denunciou o fato de haverem recursos públicos do saneamento para construção de galpões para cooperativas, mas eles não podem ser acessados porque o Governo do DF não destina áreas para as organizações de catadores, algo que impede o fechamento dos lixões com inclusão dos catadores.

 

seminario1

seminario2


Navegação