Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Lutar, criar, Reciclagem Popular!
Ferramentas Pessoais
Acessar
This is SunRain Plone Theme
Você está aqui: Página Inicial / Artigos / Aprovado em 1º turno projeto que proíbe incineração de lixo em Minas Gerais

Aprovado em 1º turno projeto que proíbe incineração de lixo em Minas Gerais

por Assembleia Legislativa de Minas Gerais — publicado 15/01/2014 15h45, última modificação 15/01/2014 15h43

Projeto de Lei (PL) 4.051/13, que proíbe o uso da tecnologia de incineração no processo de destinação final dos resíduos sólidos urbanos, foi aprovado em 1º turno durante a Reunião Ordinária de Plenário realizada nesta quarta-feira (18/12/13). De autoria dos deputados Dinis Pinheiro (PP) e André Quintão (PT), a proposição foi aprovada na forma do substitutivo nº 1, da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

O projeto original refere-se aos resíduos sólidos urbanos oriundos do sistema de coleta do serviço público de limpeza urbana. A proibição também se aplica aos concessionários dos serviços públicos que promovam o aproveitamento energético a partir da incineração de resíduos sólidos urbanos oriundos da coleta convencional.

O descumprimento da proibição prevista no projeto acarretará, além das sanções estabelecidas na Lei Federal 9.605, de 1998, e no Decreto 6.514, de 2008, aplicação de multa mínima de 100.000 Unidades Fiscais do Estado de Minas Gerais (Ufemgs) por dia.

O substitutivo aprovado promove adequações ao projeto, uma vez que seu artigo 3º define como competência da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) a fiscalização do cumprimento das obrigações previstas na proposição, bem como a aplicação das sanções, o que não compete à iniciativa parlamentar. E, porque já existe no âmbito estadual diploma legal que dispõe sobre a política estadual de resíduos sólidos – a Lei 18.031, de 2009 –, o dispositivo acrescenta a ela dispositivos legais, ao invés de criar lei autônoma para o seu tratamento.

 

Fonte: ALMG

registrado em:

Navegação